Aprovados apoios extraordinários aos clubes desportivos

Aprovados apoios extraordinários aos clubes desportivos

A pandemia COVID-19 tem sido um dos maiores desafios com que a sociedade moderna se deparou, estimando-se que tenha consequências importantes e prolongadas a vários níveis. O desporto é apenas um dos domínios da sociedade altamente afetados pela pandemia, tendo a necessidade de distanciamento social provocado o cancelamento e adiamento de treinos, competições e eventos.

Especificamente no que ao desporto de formação diz respeito, os últimos estudos indicam que a pandemia provocou o abandono de 50% dos atletas federados, com implicações evidentes, não só, a nível físico, como também, a nível psicológico e, consequentemente, financeiro.

Importa, por isso, que a Câmara Municipal, no âmbito das suas atribuições, possa apoiar a retoma da prática desportiva dos clubes que promovem a formação dos jovens do Concelho, mitigando as dificuldades financeiras com que se depararam pela suspensão do desporto de formação.

Desta forma, para a retoma da atividade desportiva ainda neste final de época, correspondente a maio /junho, a Câmara Municipal aprovou na reunião desta segunda-feira, 31 de maio, a atribuição de apoios extraordinários aos clubes do Concelho com desporto federado, através da isenção de taxas de utilização das instalações desportivas municipais (6.339,32€), da atribuição de apoios financeiros para aluguer de instalações desportivas não municipais (1.653,12€) e para pagamento das despesas de funcionamento das instalações desportivas (7.770,00€), num valor global de cerca de 16.000€.

Os valores, multiplicados pelos 2 meses, foram calculados tendo por base a média de custos suportados por cada entidade em novembro de 2020, última data em que se verificou uma maior utilização de cada uma das tipologias de instalações.

Recorde-se que, com o início da pandemia, o Município antecipou em 2020 os valores de apoio regular e em 2021 reforçou para 185 mil euros esse mesmo valor, a que acrescem os apoios para transportes, aluguer e manutenção de instalações desportivas, num total superior a 200 mil euros.

O Município continuará atento à evolução da retoma da atividade desportiva e lançará mão dos instrumentos de apoio que se revelarem mais adequados a cada momento.